O presidente Jair Bolsonaro exonerou Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) do cargo de ministro do Turismo. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (6) do “Diário Oficial da União”.

De acordo com a assessoria do ministro, ele foi exonerado da pasta para poder tomar posse no cargo de deputado. Parlamentares eleitos têm até 60 dias para tomar posse.

Antônio é um dos quatro ministros de Bolsonaro que também é deputado e o único que ainda não havia sido exonerado pelo presidente para tomar posse no mandato de parlamentar. Ele também é o único dos 513 deputados eleitos em 2018 que não compareceu à cerimônia de posse no dia 1º deste mês. Na ocasião, a assessoria do ministério afirmou que ele estava de licença médica.

Os outros três ministros – Onyx Lorenzoni (DEM-RS), da Casa Civil; Tereza Cristina (DEM-MS), da Agricultura; Osmar Terra (MDB-RS), da Cidadania – foram exonerados para tomar posse e já foram nomeados novamente.

Nesta manhã, o ministro afirmou em rede social que retomará as atividades no ministério nesta quinta-feira (7).

“Em tempos de fake news, importante avisar: hoje tomo posse na Câmara dos Deputados e amanhã retorno as atividades frente ao Ministério do Turismo”, disse Marcelo Álvaro Antônio.

Íntegra do decreto de exoneração:

DECRETO DE 5 DE FEVEREIRO DE 2019

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,caput, inciso I, da Constituição, resolve EXONERAR MARCELO HENRIQUE TEIXEIRA DIAS do cargo de Ministro de Estado do Turismo.

Brasília, 5 de fevereiro de 2019; 198º da Independência e 131º da República.

JAIR MESSIAS BOLSONARO

Sérgio Moro

A exoneração trata de Marcelo Henrique Teixeira Dias, mas ele é conhecido por Marcelo Álvaro Antônio.

O presidente Jair Bolsonaro exonerou Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) do cargo de ministro do Turismo — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

O presidente Jair Bolsonaro exonerou Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) do cargo de ministro do Turismo — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União